Manejar a palavra

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da verdade. 2 Tm 2: 15

Paralelo ao tempo de Cristo, com a idade bem próxima à do salvador, na cidade de Tarso, nascia Saulo. Discípulo de um dos maiores homens que este mundo conheceu, GAMALIEL. Quando Cristo deixou esta terra e o cristianismo começou a ganhar um valor expressivo na sociedade contemporânea, fizeram de tudo que era possível e imaginável para brecar seu crescimento, Gamaliel disse: Não se importe desvairadamente com esse povo, porque se essa obra vem de Deus, nada impedira seu crescimento. Se não for de Deus por si só se extinguirá. E aos pés de Gamaliel Paulo se torna um fariseu convicto, com grande conhecimento da lei judaica e autorizado pelos sacerdotes de então, ele fez de tudo que estava ao seu alcance para impedir o avanço do cristianismo.

Além de outros feitos sagazes, Saulo presenciou também ainda apedrejamento de Estevam, até que no caminho de Damasco Cristo o confronta. Saulo não resiste e se rende aos pés do seu Salvador, é mandado por Deus para se discipulado, passa três anos de sua vida na escola do reino, e qualquer semelhança com o aprendizado dos apóstolos não é mera coincidência. Ele aceita o convite do Mestre Jesus e torna se o maior evangelista que esse mundo já conheceu. Dizem que Billy Graham levou mais e um milhão de pessoas a Cristo, dizem que Moody falou de Jesus pessoalmente com mais de um milhão de pessoas, mas nenhum deles falou com a mesma autoridade que o agora cidadão do reino chamado Paulo possua para falar das coisas de Deus. Paulo escreve sua carta aos romanos para alertá-los que deveriam ser perseverantes na fé, revela lhes de maneira convicta que não foram eles que escolheram a Deus mas Deus que os escolhera. Certamente isso é um grande privilégio, saber que somos escolhidos do Criador, mesmo assim muitos não deram ouvidos a sua voz. Aos coríntios, seu alerta é para a igreja se humilhar diante de Deus, e ser diferente do conceito mundano, ele diz que podemos conviver com os gentios, e com qualquer pessoa naturalmente, mas com o entendimento de que não somos do mundo. Aos Gálatas fala que o fruto do espírito é um só, todos são oriundos da mesma arvore, esse fruto é paz, amor, benignidade, longanimidade, fé e domínio próprio. Aos Efésios ele mostra a alegria de sermos eleitos de Deus, predestinados à eternidade para glória do Pai, adotados como filhos por meio de Jesus Cristo. Aos filipenses e colossenses mostra o valor da disciplina na igreja, e diz lhes que sem disciplina não se conquista uma vida de santidade, seja no trabalho, ou em tudo que se dispuser, seja no reino ou em qualquer lugar, não se chega a lugar nenhum na vida, sem disciplina.

Enfim queridos; Paulo chega a Timóteo, um jovem no início da caminhada cristã, para mostrar ao jovem Timóteo que os jovens são fortes, e com todas as forças Timóteo se apresenta para ouvir o conselho do seu mentor que diz da importância de manejar bem a palavra da verdade. A pergunta que não vai calar é: como você tem manejado a palavra de Deus? Ela é lâmpada para os seus pés? Ela é luz para o seu caminho? Qual o seu compromisso com a palavra de Deus? Quantas pessoas conhecem e reconhecem que você é um cristão conhecedor das escrituras? O inferno com suas investidas sabe que você guarda essa palavra no coração para não pecar contra Deus? Ou será que você simplesmente encara a bíblia como um livro qualquer que fica empoeirado na sua estante, ou é apenas mais um aplicativo do seu celular? E você nem percebe, mas se vê mais nos joguinhos se divertindo do que no conhecer a verdade. (Jo 8. 32) …e conhecereis a verdade e a verdade vos libertara. Lembra disso?

O mundo secular prende com facilidade as pessoas a coisas fúteis, elas estão atadas em suas paixões e circunstancias, e nós temos a verdade que liberta, mas se nós não conhecermos essa verdade, se não soubermos manejar, como faremos da Palavra, luz para o nosso caminho, quiçá para as outras pessoas, como? Ela simplesmente não vai passar de uma brasa se apagando em fim de fogueira, talvez mais um livro empoeirado e sem valor, ou quem sabe um ícone que você remove para a lixeira, e nem sente que fez diferença no seu dia a dia.

Enfim posso dizer que a alegria de se tornar um cristão conhecedor das escrituras é algo singular, só quem passou pela experiência pode dizer da felicidade que isso traduz, mas isso só acontece com quem maneja bem, tem intimidade e compromisso com essa palavra. A PALAVRA é impossível de ser compreendida na sua totalidade, ela retrata seu autor, e é infinita em sabedoria, mas se pelo menos você manejar bem, certamente você será ricamente abençoado. Guarde a no seu coração. Apresente se a Deus aprovado, não se envergonhe e serás eternamente mais que feliz.

Por Cristo o autor da fé Rev. Arlei C. Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *